Guará: João Paixão pode disputar vaga para deputado distrital em 2022

Compartilhe nosso Trabalho

Pioneiro no Guará e liderança local, ele diz que amigos e comerciantes lembram seu nome como alternativa para representar a cidade na CLDF, e isso o deixa bastante animado

Faltando 15 meses para as eleições 2022 no Distrito Federal e em todo o país, a cidade começa a ganhar um novo ‘contorno’ na política, com algumas lideranças se manifestando a respeito do próximo pleito. Se no Guará, em 2018 a cidade teve poucos candidatos para deputado distrital, 2022 pode ser diferente e promete. E no que depender de umas das principais lideranças locais, o ex-prefeito da QE 36 e morador pioneiro da cidade, João Paixão, 72, a ‘Cidade do lobo’ pode ter representante novo da Câmara Legislativa. Embora seja cedo, Paixão estuda a possibilidade de colocar o seu nome à disposição de sua legenda, o PSDB para a disputa do cargo de distrital, e acredita que pode ter êxito.

Morador do Guará desde o início dos anos 80, o conhecido pioneiro disse que vem recebendo diversas mensagens de apoio e pedidos para que venha sair candidato em 2022. “São amigos e comerciantes, em especial, e isso me deixa bastante feliz porque é um reconhecimento pelo meu trabalho no Guará, que já dura quase quatro décadas”. Relata.

Embora nunca tenha disputado um eleição para deputado distrital, João Paixão é ligado à política há pelo menos 30 anos, além de sempre exercer papel de liderança local. É também formado em Gestão Pública, o que facilita seu entendimento na política e na solução dos problemas da cidade.

Nascido em Serra Talhada-PE, aqui chegou ao DF em busca de oportunidades e de trabalho, mesmo sendo ainda uma criança. Antes, acompanhou seus pais e 11 irmãos a fugirem da seca, indo da cidade natal para Itapetinga (BA) aos dois anos de idade. Mas não permaneceu lá por muito tempo.

Mais tarde, chegou ao DF, novamente com a família. Foi morar no Núcleo Bandeirante, onde teve uma história bonita como coroinha da Paróquia São João Bosco, sob a coordenação do lendário Padre Roque, que faleceu em 1994.

Depois se mudou para Taguatinga, onde passou toda a sua juventude. Casou por lá com Dona Iolanda, já com seus três filhos, Luciano Lima, Marco Aurélio e Carlos Henrique, passou pelo Cruzeiro e chegou ao Guará em 1982. Foi na ‘Cidade do lobo’ onde teve maior destaque, e desde então, nunca mais parou de atuar, mesmo do alto de seus 72 anos. Aposentado do Senado Federal, continua na ativa, sendo uma das lideranças mais atuantes na cidade.

Paixão com sua esposa Iolanda e amigos no seu aniversário de 70 anos, comemorado em 2019: pioneirismo e valorização à família

Identidade com o Guará

Paixão faz questão de dizer que partiu dele a iniciativa de criar na cidade a primeira Prefeitura Comunitária do Guará, na QE 36, onde a comandou por vários anos. “Tinha muitas demandas, a cidade era carente demais, e por isso, tivemos que expandir o trabalho depois da atuação na prefeitura”, comenta o pioneiro.

O pioneiro conta que muita gente à época começou a procurá-lo para ajudar a sanar demandas na cidade, assim, conseguiu junto à administração local a iluminação dos becos do Guará, pois antes, todos escuros. “Foram anos difíceis, mas fomos superando, ajudei a incentivar a criação de outras prefeituras, criar associações, assim a cidade foi mudando para melhor”.

O pioneiro vem de uma família de 11 irmãos

Ele diz que se sente feliz por ter dado o pontapé inicial para que o Guará tivesse a primeira prefeitura registrada em cartório, no caso a da QE 36.

Em todos esses anos, faz questão de lembrar que em 1998, durante a passagem de Alírio Neto pela Administração do Guará, o ex-administrador foi quem mais o ajudou nas melhorias para a cidade. “Fico com saudade daquela época, o Alírio era muito empenhado e fazia toda a diferença”, relata.

Após a fase de prefeito comunitário, Paixão ocupou outros cargos de relevância no Guará e no DF. Foi chefe da Comissão da Defesa Civil no Guará, chefe de gabinete no Cruzeiro e Lago Norte, além de administrador do Parque da Cidade, no Governo Arruda. Atualmente está no grupo político do senador Izalci Lucas (PSDB), a quem tem grande apreço.

Motivação

“Hoje a gente passa por um período difícil, não há muito interesse em cuidar das quadras, além disso, a própria Administração do Guará deveria apoiar mais, começando pela administradora. Deveria haver mais aproximação entre lideranças comunitárias e o Executivo local, partindo essa iniciativa da própria chefe do Executivo”, relata.

Segundo Paixão, o deputado Delmasso, que representa a cidade precisa incentivar mais o trabalho das lideranças comunitárias. “A manutenção pode ser melhorada com o apoio das lideranças locais, e para isso, essas lideranças precisam de mais apoio”.

Para concluir, Paixão diz que o Calçadão do Guará precisa ser revitalizado e ordenado. “Outra coisa que me leva a apresentar meu nome é a necessidade que a cidade tem de ter um verdadeiro representante local, que conhece todos os problemas, e que aqui vive há muitos anos, e esse é o meu caso”, conclui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*