Operação identifica suspeitos de matar morador do Guará

Compartilhe nosso Trabalho

PCDF deflagra operação desmancha para prender suspeitos da morte de Anderson Rocha Alves

Na última terça-feira, 4, policiais da 4a DP, com apoio da Divisão de Operações Especiais (DOE), Canil e Divisão de Operações Aéreas (DOA), foram às ruas para cumprir sete mandados de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão contra os integrantes da organização criminosa suspeitos pela morte de Anderson Rocha Alves, 35 anos. O homem foi encontrado em uma tubulação da Caesb no Setor de Clubes Sul em junho por policiais após denúncia anônima.

Segundo a PCDF, os investigados integram a organização criminosa do Mancha, criminoso responsável pelo tráfico de drogas na biqueira (área de mata situada mas proximidades da QI 09 do Guará).

Mancha, segundo a PCDF teria determinado a morte de Anderson por ter ele comprado porções de crack com notas falsas.

Segundo a PCDF, após torturarem e matarem a vítima com um disparo de arma de fogo em seu rosto, os integrantes da organização criminosa teriam queimado o seu cadáver, o esquartejado e o jogado em tubulações de esgoto.

Dias depois, partes de seu corpo foram encontradas na estação de esgoto da Caesb localizada na Asa Sul.

Os supostos autores são investigados pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo, tortura, homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*