Projeto de Lei proíbe a venda de animais em comércios do DF

Compartilhe nosso Trabalho

O autor da proposta, deputado Daniel Donizet, defende que a comercialização seja feita apenas por criadouros, canis e gatis registrados pelo GDF

O deputado distrital Daniel Donizet (PL) apresentou, nesta terça-feira (5), na Câmara Legislativa do DF, o Projeto de Lei 2.273/2021, que visa proibir a comercialização de animais em pet shops, lojas de rações, lojas agropecuárias, feiras e similares, no Distrito Federal. 

O parlamentar defende que expor animais presos em gaiolas minúsculas é crueldade. “Infelizmente, a prática é comum no Brasil. Animais são expostos como se fossem objetos em vitrines. Amontoados em espaço pequeno e sujo, muitas vezes, sem acesso à água. Isso é um absurdo e tem que acabar”, defende Daniel.

Para o distrital, a preocupação de muitos comerciantes é apenas em lucrar, enquanto a vida e o bem-estar dos bichos ficam em segundo plano. “Alguns locais dispensam o cuidado com os animais e os forçam à reprodução, sem respeitar o limite fisiológico das cadelas, que, muitas vezes, só saem do canil fadadas a morrer”, completa. 

Pelo projeto, a venda dos animais ficaria restrita a criadouros, canis e gatis registrados pelo Governo do Distrito Federal (GDF), sob supervisão de um médico-veterinário. O descumprimento por parte de lojistas e feirantes pode gerar uma multa de até 40 salários mínimos, interdição do estabelecimento, a cassação da licença ambiental e de funcionamento, entre outras sanções.

“A ideia é que essa prática abusiva acabe. Esse projeto também é um estímulo à adoção. Existem centenas de bichos disponíveis em abrigos, ONGs e com protetores independentes. Eles não podem ser tratados como mercadorias”, declara o deputado. 

O projeto acaba de ser protocolado na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) e tramitará nas comissões até votação em Plenário. 

Foto e texto: colaboração da Assessoria de Comunicação do Deputado Daniel Donizet

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*