“O Vale do Rio São Francisco é crucial para a história do Brasil”, diz autor Luiz Neves

Fonte de riqueza cultural, econômica e social, a região compreende tanto um dos principais polos agrícolas do país quanto uma abundância de manifestações populares que refletem a diversidade do povo brasileiro

É essa miscelânea sociocultural que o autor Luiz Neves Castro retrata em “Onde Eu Nasci Passa um Rio”, obra que destaca a importância desta região ao ambientar uma narrativa inspirada em “Édipo Rei” nas margens do Velho Chico.

Em busca da mãe desconhecida, o personagem principal percorre diversas cidades ribeirinhas da região, embarcando em uma jornada que entrelaça os temas universais e atemporais da tragédia grega com os costumes e tradições locais.

Natural de Sento Sé, cidade baiana no sertão do vale são-franciscano, Luiz está disponível para entrevistas em que pode discutir sobre como a riqueza cultural e a vitalidade das comunidades ao longo do rio inspiraram e moldaram sua obra.

O que acha de agendarmos esse bate-papo?

Para marcar, entre em contato pelo WhatsApp (11) 99875-3676.

Abraços,
Luiza M. Pereira
(11) 99875-3676

Romance transpõe tragédia grega para as margens do rio São Francisco

Inspirado pela peça Édipo Rei, escritor Luiz Neves Castro narra jornada de busca por identidade ambientada em regiões ribeirinhas do vale são-franciscano

A busca pelo significado da natureza humana, seja ela a partir de experiências próprias ou de terceiros, é repleta de incertezas e imprevisibilidade. É mergulhando nessa temática que, em uma mistura de romance de formação e literatura regional, o livro Onde Eu Nasci Passa um Rio, de Luiz Neves Castro, apresenta a jornada emocionante e filosófica de um filho que retorna à terra natal em busca da mãe desconhecida. 

Viajando por diversas cidades que margeiam o rio São Francisco, o personagem Edinho percorre uma jornada para encontrar a sua própria identidade. Ao longo do trajeto, entre encontros e reencontros, o desejo de se reconectar com suas origens se entrelaça com eventos que desafiam as convicções do protagonista e com os mistérios do destino e do livre-arbítrio. 

A obra é inspirada em “Édipo Rei”, escrito pelo dramaturgo Sófocles por volta de 429 a.C. Na peça, Édipo é confrontado pela inevitabilidade de uma profecia segundo a qual ele está destinado a matar o próprio pai e desposar a própria mãe. Nesta mescla de cultura local e trama clássica, Castro não apenas ecoa a tragédia grega, mas dialoga com o Realismo Fantástico, criando momentos de beleza e mistério em um cenário marcado pelo inesperado. 

Nascido em Sento Sé, cidade baiana no sertão do vale são-franciscano, o autor tece uma narrativa reverente sobre a paisagem e a população ribeirinha. A cidade fictícia de Riopara – destino de Edinho – serve como um símbolo das principais características vibrantes da tradição e dos costumes locais. 

Onde Eu Nasci Passa um Rio investiga a imprevisibilidade da vida e a busca por controle sobre o destino. É um convite para os leitores explorarem as complexidades do ser humano e as interações entre o indivíduo e o ambiente, em um contexto que mistura tradições culturais com questões universais sobre identidade e afeto materno. 

Transformando uma tragédia clássica em uma narrativa contemporânea de descoberta e autodescoberta, Luiz Neves Castro, com intenso lirismo, promete capturar o coração e a mente dos leitores que buscam uma leitura envolvente e reflexiva.  

Ficha técnica 
 
Livro: Onde Eu Nasci Passa um Rio 
Autoria: Luiz Neves Castro 
Editora: UmLivro 
ISBN: 978-6558728443 
Páginas: 126 
Preço: R$ 35,90 
Onde encontrar: Amazon 

Sobre o autor 

Luiz Neves de Castro nasceu em 1957 em Sento Sé (BA), no sertão do vale são-franciscano. Desde cedo, já se sentia impelido para a literatura. Leitor voraz, devorou toda literatura infantojuvenil disponível nas bibliotecas das escolas onde estudou. Mudou-se para Salvador em 1977, onde trabalhou na TELEBAHIA/Oi por trinta anos. Tecnólogo e matemático aposentado, hoje vive em Ribeira do Pombal (BA), tem contos e crônicas publicados em antologias e revistas literárias. Além deste romance, é autor do livro de contos “Parabólicas e Mandacarus” e administra o blog Egrégora: Carrancas Literárias. 

Redes sociais do autor 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*